Alagoas

0800 006 3029 De segunda a sexta, das 9h às 18h (exceto feriados).
Ligações gratuitas, inclusive de celulares.

Segurança e Bem-estar nos bairros

Coerente com o seu compromisso com a população de Alagoas, a Braskem se propôs a criar iniciativas em prol da segurança e do bem-estar dos moradores das áreas do mapa de desocupação da Defesa Civil. A empresa tem trabalhado em ações de limpeza e controle de pragas, além de implementar medidas de vigilância e segurança nos bairros.

MUTIRÕES DE LIMPEZA

A ação da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (SUDES) e da Braskem é uma iniciativa conjunta para melhoria das condições de circulação e bem-estar dos moradores das áreas de risco. As equipes atuam nos bairros para focar na remoção de materiais que foram deixados com a desocupação dos imóveis. Agentes de limpeza, entre prestadores de serviço da Braskem e da Prefeitura, são destacados para executar as atividades, incluindo varrição de ruas, desobstrução de bueiros, eliminação de pontos de acúmulo de água, capinação, pintura de meio fio e coleta de entulho e de lixo, tanto domiciliar quanto nos pontos crônicos.

A parceria entre a Sudes e a Braskem oferece mensalmente a limpeza dos bairros, levando bem-estar à população e permitindo a ampliação dos serviços de limpeza urbana já oferecidos em Maceió.

Os resíduos são recolhidos em caçambas, passam por triagem e separação e então são destinados conforme orientação da legislação municipal.

CONTROLE DE PRAGAS

Em paralelo ao mutirão, a Braskem realiza ações complementares de termonebulização (fumacê) para exterminar moscas e mosquitos causadores de dengue, zika e chicungunya. O programa controle de pragas nas áreas desocupadas contempla serviços de desinsetização (controle de escorpiões, baratas, formigas e insetos em geral) e desratização (controle de roedores) com iscas de atratividade.

As ações de controle de pragas são feitas a cada três meses, podendo acontecer com uma maior frequência em caso de necessidade. Além disso, as equipes atuam com todos os equipamentos de proteção necessários, adotando as medidas recomendadas pelas autoridades sanitárias para a prevenção ao coronavírus.

Programa de Apoio Comunitário

Com o avanço do Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação e a desocupação definitiva das áreas de risco mapeadas pelas autoridades, a Braskem implementou ações voltadas para a fiscalização de irregularidades como vandalismo, arrombamentos e ocupação indevida nos bairros do Mutange, Bebedouro, Bom Parto e Gruta do Padre.

A proposta foi construída em conjunto com a área de Segurança Corporativa da Braskem e líderes comunitários dos bairros, que sugeriram que a fiscalização fosse feita por pessoas conhecidas no local e que já conhecem a vizinhança. São duas equipes de 26 pessoas, num total de 52 contratados formalmente por uma empresa especializada em segurança patrimonial que realizam a capacitação para o trabalho em uma série de treinamentos sobre a dinâmica de atuação, que é bem específica e tem regras claras, além de aspectos conceituais, comportamentais, de saúde e segurança pessoal.

A equipe atua como apoio de comunicação e alerta. Ao identificar algum problema ou situação anormal nas rondas diárias, o apoio comunitário relata o ocorrido ao seu encarregado de área, utilizando o rádio ou celular. Ao receber o relato, o encarregado faz o registro para os devidos encaminhamentos com a Braskem, quando se trata de ações de reparação ou controle de pragas nos imóveis desocupados. As equipes relatam, por exemplo, casos de arrombamento de imóvel, destruição dos tamponamentos, ocupação ilegal, lixo acumulado e pragas urbanas. Em situações extremas, quando necessário, há comunicação às autoridades policiais e abertura de boletim de ocorrência.

A equipe de fiscalização comunitária faz as rondas todos os dias, inclusive nos fins de semana. O equipamento inclui rádio e celular, além de fardamento com colete, boné e bota, com a identificação "Apoio Comunitário". Os encarregados atuam para garantir que todos usem os equipamentos e fardamento, respeitem os horários de descanso, de alimentação e reposição de água. Também são tomadas todas as medidas de preservação da saúde frente às restrições do Ministério da Saúde sobre a COVID -19, como o distanciamento interpessoal de pelo menos 3 metros, orientação de não tocar em nada durante a ronda, não tocar no rosto, lavar constantemente as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel e ter todos os cuidados de higienização ao chegar em casa.

CENTRAL DE MONITORAMENTO E VIGILÂNCIA

A Braskem desenvolveu a Central de Monitoramento e Segurança para apoiar as ações de segurança nos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto. A empresa complementa as ações já desenvolvidas com medidas de fiscalização e vigilância para os bairros incluídos nas áreas de desocupação. As equipes contam com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Polícia Militar, por meio do Centro de Operações Policiais Militares (Copom).

A Central, localizada no Pinheiro, abriga o sistema de videomonitoramento e a fiscalização dos alarmes que garante mais segurança na região. São 4 telas de 45 polegadas que permitem visualizar as imagens de todas as câmeras instaladas nos bairros e grandes equipamentos. Além disso, o sistema é integrado com uma rede de alarmes que estão sendo instalados nos imóveis desocupados. Todo esse monitoramento é compartilhado com a Polícia Militar, que é acionada via rádio em caso de ocorrência, como furto, invasão ou roubo. A Central funciona 24 horas, nos 7 dias da semana, e está interligada com as equipes que fazem a ronda e fiscalização nos quatro bairros.

A organização do trabalho no programa de segurança prevê a adoção de todas as medidas de preservação da saúde frente às restrições do Ministério da Saúde sobre a COVID -19, como o distanciamento entre pessoas, uso de máscaras e álcool em gel.

MUROS DE PROTEÇÃO

A Braskem está trabalhando na colocação de muros de proteção em áreas já desocupadas nos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto para aumentar a segurança das pessoas que vivem e transitam pela região. Uma equipe especializada começou em agosto de 2020 a atividade de demarcação da área que vai receber os muros de proteção, que poderão ser de tapumes galvanizados, telas vazadas de arame ou aproveitamento dos muros já existentes, como é o caso de alguns condomínios. Câmeras e alarmes de sensores de presença serão instalados em algumas regiões para complementar a segurança e monitoramento.

As encostas do Mutange e do Jardim Alagoas são as primeiras a receber a estrutura dos tapumes galvanizados. Essa etapa compreende um agrupamento de imóveis que já foram desocupados pelos moradores atendidos no Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação. Nesses dois locais, está sendo feito um trabalho de drenagem para estabilização da encosta, evitando assim a ocorrência de deslizamentos, como é característico no período de chuvas.

Tamponamento - Outra ação é o tamponamento individual dos imóveis desocupados. Essa atividade foi interrompida por medida sanitária contra a Covid-19 e já foi retomada em agosto de 2020. O plano de ação das equipes foi intensificado para atender os imóveis que ficaram sem fechamento e atuar nos imóveis que estão sendo desocupados. Todos os protocolos sanitários de prevenção ao novo coronavírus estão sendo adotados, como avaliação médica, uso de equipamentos de proteção individual e respeito ao distanciamento mínimo recomendado pelas autoridades públicas de saúde ao transitar pelas ruas.