ACV - Avaliação de Ciclo de Vida

 

  • A avaliação de ciclo de vida do plástico verde apontou que o biopolimero da Braskem, feito a partir do etanol, captura 3,09 quilos de CO2 para cada quilo de Plástico Verde produzido. A pegada negativa é também reflexo da realidade da indústria da cana-de-açúcar e etanol no Brasil. Comumente plantada em áreas de pasto degradadas, a cana contribui para a recuperação do solo. Além disso, o bagaço da cana, resíduo do processo de moagem, é utilizado para a cogeração de energia que abastece as unidades de produção de etanol, tornando o processo autossuficiente energeticamente. O excedente é enviado à rede, contribuindo com uma matriz energética limpa e eficaz. O processo de produção do polietileno verde consome ainda 80% de energia proveniente de fonte renovável.

  • Com dimensão continental, o Brasil possui um cenário favorável para o desenvolvimento dos biopolímeros. Além de ser pioneiro na pesquisa e desenvolvimento de biocombustíveis, o país possui a maior bacia hidrográfica do mundo, intensa radicação solar e clima diversificado, condições que favorecem o cultivo.  Concentra-se na região Centro-sul do país 90% do plantio e cultivo de cana-de-açúcar, localizada a mais de 2.500km de distância da região da Amazônia. A expansão das áreas é regida pelo Zoneamento Agroecológico da Cana-de-Açúcar, regulamentação lançada em 2009 pelo Governo Federal, que proíbe o plantio em áreas de biodiversidade. 

  • A Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) é uma técnica para avaliação dos aspectos ambientais e dos potenciais impactos associados a um produto, compreendendo as etapas que vão desde a extração das matérias-primas da natureza que entram no sistema produtivo até o produto final. Esta análise permite que a Braskem e seus clientes compreendam cada vez mais o impacto ambiental ao longo de todas as etapas do ciclo de vida de seus produtos.

  • Para a realização do ACV, a Braskem contratou as consultorias inglesas E4tech e a LCAworks, especializadas em estudos de ACV voltados ao setor de bioenergia e biomateriais. A pesquisa contou ainda com a cooperação de seus fornecedores e engenheiros de processo na coleta de dados primários seguindo as diretrizes da norma ABNT ISO14040, incluindo também a revisão dos resultados por terceira parte, com a participação de três especialistas.